Checklists

Checklists para download

Checklist Titulo da Imagem

Downloads

Modelos de Documentos e E-books para download

Documento Titulo da Imagem

Rede SegMe

Rede Social voltada para o público de Segurança do Trabalho, Medicina Ocupacional, Prevenção de Incêndios, Meio Ambiente e áreas afins. Confira!

Rede SegMe Titulo da Imagem

Mapa de Riscos

|

Mapa de riscosO Mapa de Riscos é um levantamento dos locais de trabalho apontando os riscos que são sentidos e observados pelos próprios trabalhadores de acordo com a sua sensibilidade.






O Mapa de Riscos é apresentado graficamente, através de círculos de cores diferentes (de acordo com o grupo de Risco) e tamanhos proporcionalmente diferentes (riscos pequeno, médio e grande), sobre o Layout da empresa e deve ficar afixado em local visível a todos os trabalhadores.

Histórico

O Mapa de Riscos no Brasil surgiu através da portaria Nº 25 de 29/12/94, alterada pela portaria Nº 08 de 23/02/99, tornando obrigatória a elaboração de Mapas de Riscos pelas CIPA's.

A CIPA terá as seguintes atribuições:

a) elaborar, ouvidos os trabalhadores de todos os setores do estabelecimento e com a colaboração do SESMT, quando houver, o mapa de riscos, devendo o mesmo ser refeito a cada gestão da CIPA.

Objetivos

Conscientizar e informar os trabalhadores através de fácil visualização dos riscos existentes na empresa, devendo ser elaborado de forma objetiva e didática, para que todos possam entender o que foi feito. 
Reunir as informações necessárias para estabelecer o diagnóstico da situação de segurança e saúde no trabalho na empresa.
Possibilitar, durante a sua elaboração, a troca e divulgação de informações entre os trabalhadores, bem como  estimular sua participação nas atividades de prevenção.

Riscos Ambientais

A norma considera como riscos ambientais os agentes físicos, químicos e biológicos, além de riscos ergonômicos e riscos de acidentes, existentes nos locais de trabalho e que venham a causar danos à saúde dos trabalhadores.

Etapas de Elaboração

a) Conhecer o processo de trabalho no local analisado:
  • Os trabalhadores: número, sexo, idade, treinamento profissionais e de segurança e saúde, jornada;
  • Os instrumentos e materiais de trabalho;
  • As atividades exercidas;
  • O ambiente;

b) Identificar os riscos existentes no local analisado, conforme a classificação da tabela I;

c) Identificar as medidas preventivas existentes e sua eficácia;
  • Medidas de proteção coletiva;
  • Medidas de organização do trabalho;
  • Medidas de proteção individual;
  • Medidas de higiene e conforto: banheiro, lavatórios, vestuários, armários, bebedouro, refeitório, área de lazer.          
d) Identificar os indicadores de saúde:
  • Queixas mais frequentes e comuns entre os trabalhadores expostos aos mesmos riscos;
  • Acidentes de trabalho ocorridos;
  • Doenças profissionais diagnosticadas;
e) Causam mais frequentes de ausência ao trabalho;
f) Conhecer os levantamentos ambientais já realizados no local;
g) Elaborar o Mapa de Riscos, sobre o layout da empresa, incluindo através de círculo;
h) O grupo a que pertence o risco, de acordo com a cor padronizada;
i) O número de trabalhadores expostos ao risco, o qual deve ser anotado dentro do círculo;
j) A especialização do agente (por exemplo: químico-sílica, hexano, ácido clorídrico, ou ergonômico-repetitividade, ritmo excessivo) que deve ser anotada também dentro do círculo:
  • A intensidade do risco, de acordo com a percepção dos trabalhadores, que deve ser representada por tamanhos proporcionalmente diferenciados de círculos.
  • Após discutido e aprovado pela CIPA, o Mapa de Riscos, completo ou setorial, deverá ser afixado em cada local analisado, de forma claramente visível e de fácil acesso para os trabalhadores.



Poderá gostar de:


2leep.com



Um comentário:

  1. Bela postagem companheiro!
    mapa de risco é mesmo muito importante, o tempo passa e ele continua valendo...
    Abraços.

    ResponderExcluir