Checklists

Checklists para download

Checklist Titulo da Imagem

Downloads

Modelos de Documentos e E-books para download

Documento Titulo da Imagem

Rede SegMe

Rede Social voltada para o público de Segurança do Trabalho, Medicina Ocupacional, Prevenção de Incêndios, Meio Ambiente e áreas afins. Confira!

Rede SegMe Titulo da Imagem

Riscos Ambientais - Classificação

|

classificação dos riscos ambientaisA classificação dos riscos ambientais é dada pela Portaria Nº. 25 de 29 de Dezembro de 1994, através da sua Tabela I. Estes Riscos foram divididos em 5 grupos distintos com cores padronizadas, no intuito de facilitar a visualização e identificação pelo trabalhador, sendo eles: Riscos Físicos (verde), Riscos Químicos (vermelho), Riscos Biológicos (marrom), Riscos Ergonômicos (amarelo) e Riscos de Acidentes (azul).



Riscos Físicos

São agentes de risco que se propagam por meio físico, causadores em potencial de doenças ocupacionais.

Ruído: reduz a capacidade auditiva do trabalhador, a exposição intensa e prolongada ao ruído atua desfavoravelmente sobre o estado emocional do indivíduo com consequências imprevisíveis psicossomáticos. De modo geral, quanto mais elevado os níveis encontrados, maior o número de trabalhadores que apresentarão início de surdez profissional e menor será o tempo em que este e outros problemas se manifestarão.
É aceito ainda que o ruído elevado influa negativamente na produtividade, além de ser frequentemente o causador indireto de acidentes do trabalho, quer por causar distração ou mau entendimento de instruções, quer por mascarar avisos ou sinais de alarme.

Vibrações: as vibrações podem ser divididas em duas categorias: vibrações localizadas e vibrações de corpo inteiro. (Ex. trabalho com britadeira, etc.).

Radiações Ionizantes: oferecem sério risco à saúde dos indivíduos expostos. São assim chamadas, pois, produzem uma ionização nos materiais sobre os quais incidem, isto é, produzem a subdivisão de partículas inicialmente neutras em partículas eletricamente carregadas.
As radiações ionizantes são provenientes de materiais radioativos como é o caso do raio gama (g), ou são produzidas artificialmente em equipamentos, como é o caso dos raios X.

Radiações Não Ionizantes: são de natureza eletromagnética e seus efeitos dependerão de fatores como duração e intensidade de exposição, comprimento de onda de radiação, região do espectro em que se situam e etc.(ex. solda elétrica, etc.).

Temperaturas Extremas (Frio ou Calor): as temperaturas extremas são as condições térmicas rigorosas, em que são realizadas diversas atividades profissionais, seja em ambiente quente ou frio (Ex.: trabalho de abastecimento de forno a lenha, trabalho realizado no interior de câmaras frigoríficas).

Pressões Anormais: as pressões são encontradas principalmente em trabalhos submersos (Ex.: mergulho para manutenção de plataformas de petróleo, etc.).

Umidade: as atividades ou operações executadas em locais alagados ou encharcados, com umidade excessiva, capazes de produzir danos à saúde dos trabalhadores.

Riscos Químicos

São os agentes ambientais causadores em potencial de doenças profissionais devido à sua ação química sobre o organismo dos trabalhadores, podendo ser absorvidos pelas vias respiratórias, cutâneas (pela pele) ou através de ingestão. Podem ser encontrados tanto na forma sólida, como líquida ou gasosa.

Riscos Biológicos

São micro-organismos causadores de doenças com as quais pode o trabalhador entrar em contato, no exercício de diversas atividades profissionais.
Vírus, bactérias, parasitas, fungos e bacilos são exemplos de micro-organismos aos quais frequentemente ficam expostos médicos, enfermeiros, funcionários de hospitais, sanatórios e laboratórios de análise biológicos, lixeiros, lavradores, tratadores de animais, trabalhadores de curtume e de estações de tratamento de esgoto, etc. (Ex.: tuberculose, brucelose, malária, febre amarela, HIV, etc.).

Riscos Ergonômicos

São aqueles relacionados com fatores fisiológicos e psicológicos inerentes à execução das atividades profissionais. Estes fatores podem produzir alterações no organismo e estado emocional dos trabalhadores, comprometendo a sua saúde, segurança e produtividade.
Exemplos: iluminação inadequada, levantamento e transporte manual de pesos, movimentos viciosos, trabalho de pé, esforço físico intenso, postura inadequada, controle rígido de produtividade, desconforto acústico, desconforto térmico, mobiliário inadequado, etc.

Riscos de Acidentes

São qualquer circunstância ou comportamento que provoque alteração da rotina normal de trabalho com potencial de causar acidente.
As condições ambientais relativas ao processo operacional, como por exemplo, procedimentos inadequados que envolvam a manipulação de materiais perfuro-cortantes, cilindros de gases comprimidos soltos e sem a proteção da válvula, máquinas desprotegidas, ferramentas inadequadas, etc., são chamadas de riscos de acidente.


CLASSIFICAÇÃO DOS PRINCIPAIS RISCOS OCUPACIONAIS EM GRUPOS DE ACORDO COM A SUA NATUREZA E A PADRONIZAÇÃO DAS CORES CORRESPONDENTES.







Poderá gostar de:


2leep.com



8 comentários:

  1. Guilherme
    Você está muito certo em divulgar esses risco. Afinal a gente tem que conhecer para poder evitar!
    Abração...

    ResponderExcluir
  2. Amo essas publicações, faço as minhas aulas ficarem exelentes, e enriquece o aprendizado dos alunos e o meu material didático.
    Muito obrigado por me ajudarem desta forma.
    Deus abençõe a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, é um grande prazer, se você puder sugira alguma matéria que você gostaria de ver aqui no blog. volte sempre!

      Excluir
  3. A classificação dos riscos ambientais é dada pela Portaria Nº. 25 de 29 de Dezembro de 1994, através da sua Tabela I. Estes Riscos foram divididos em 5 grupos distintos com cores padronizadas, no intuito de facilitar a visualização e identificação pelo trabalhador, sendo eles: Riscos Físicos (verde), Riscos Químicos (vermelho), Riscos Biológicos (marrom), Riscos Ergonômicos (amarelo) e Riscos de Acidentes (azul).
    Meu Professor Guilherme Eduardo, existe equivoco nesta afirmação, pois os riscos Ambientais são só tres (Físicos, químicos e Biológicos. Os riscos ambientais são os agentes físicos, químicos e biológicos presentes nos ambientes de trabalho capazes de produzir danos à saúde do trabalhador, quando os limites de tolerância são superados.

    Abraços,
    Francimar Víctor Dos Santos
    Técnico De Segurança Do Trabalho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Francimar, Vou pesquisar melhor essas informações, mas fica sua dica.

      Obrigado.

      Excluir
  4. de acordo com a portaria n°25 de 29 de Dezembro de 1994, os riscos ergonômicos (ou psico-social) e acidente (ou mecânico) também são riscos ambientais. Não entendi onde está o equivoco, pode me esclarecer?

    Andrea Elizabeth
    estudante de segurança do trabalho

    ResponderExcluir
  5. Querida Andrea Elizabeth, o equivoco está onde misturamos riscos AMBIENTAIS com riscos OCUPACIONAIS. Veja NR 9 subitem 9.1.5, na Portaria referenciada não consta este "DE ACORDO" dê uma lidinha melhor na Portaria 25. Espero ter esclarecido.

    Abraços
    Francimar Víctor Dos Santos
    Especialista em Segurança do Trabalho

    ResponderExcluir
  6. Lembrando que a Portaria nº 25 de 29 de dezembro de 1994 no seu anexo IV-NR-5, fala dos riscos OCUPACIONAIS e não AMBIENTAIS (físicos, químicos e biológicos), porém por sua vez inclusos e diferentes. OCUPACIONAIS é uma coisa e AMBIENTAIS é outra coisa.

    Abraços,
    Francimar Víctor Dos Santos
    Especialista de Segurança do Trabalho

    ResponderExcluir